Jardim de Encantos

Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada. Clarice Lispector




Mais uma estação se foi,

O outono vem chegando

O clima já mudou

As noites mais frescas

A lua mais bonita,

Tudo fica mais gostoso.

Sento em frente da minha lareira

Pego uma taça do melhor vinho

Folheio um livro

Sem muito interesse.

Vem pra cá

Senta-te do meu lado

Me faz companhia

Vamos jogar conversa fora

Falar sobre tudo

Rir a toa

O clima pede que nos aconcheguemos

Vamos saborear esse momento

Momento único

De raro prazer

Lá fora o silêncio da noite

O brilho da lua

Noite de lua

Lua de outono

Bela noite de luar de outono!


Josiane Szargiki 13/03/06







Eu confesso

Que te amei

Eu confesso

Que por você eu sonhei

Eu confesso

Que sem você eu não vivi

Eu confesso

Que não te esqueci

Eu confesso

Que eu quis te odiar

Eu confesso

Que por você eu chorei

Eu confesso

Que por você eu sofri

Eu confesso

Que por você eu quis morrer!


Eu confesso...


Que por eu te amar

Esqueci de viver

Me odiei por sofrer

Deixei meu sonho acabar

Depois chorei por fugir

E vi que aos poucos eu morri!


Josiane Szargiki

01/03/2010

23:55

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Quem sou eu

Minha foto
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca. E se me achar esquisita, respeite também. até eu fui obrigada a me respeitar. Com todo perdão da palavra,eu sou um misterio para mim" Clarice Lispector

Seguidores

BlogBlogs.Com.Br