Jardim de Encantos

Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada. Clarice Lispector

Saudade





Noite que se adentra
Solidão que aumenta
Lá fora o vento que sopra
E aqui dentro a tristeza
A saudade que tomou conta
Do corpo e da alma
Saudade que consome
Pouco a pouco o meu ser
Saudade do que não foi vivido
Saudade do que é sentido
Saudade de você!
Você que não vem
Você que é mistério
Que aparece e desaparece
Como num passe de mágica
Como um sonho,
Ou será um pesadelo?
Você que chega de mansinho
Que faz um carinho
Que sai feito um furacão
Levando consigo meu coração
Saudade de você
Que deixou marca
Que fez promessa
Promessa de voltar!
Saudade...
....simplesmente saudade!

Josiane Szargiki


Lua
Nua
Crua
Na carne
Arde
Sangra
Chora
Adormece
E nada
Acontece

josiane szargiki




Pés descalços na areia
Manhã fria
Caminhando sem rumo

Pensamentos voam


Alma em êxtase


Lembranças rodopiam


Olho meu reflexo num espelho d'água


Já não me reconheço


Tento me reencontrar


Caminhos apontam todas as direções


Muitos inicios sem fim


Amores não vividos


Pessoas esquecidas


Tarefas inacabadas


Perdida em meus devaneios


Volto no mesmo rastro


Pegadas vindas do vazio


Tentando achar o caminho


Regressando para lugar nenhum.


Josiane Szargiki












Queria te olhar nos olhos

E poder enxergar sua alma

Beijar tua boca

Sentir teu gosto

Tocar tua pele

E sentir teu calor

Provar da tua essência

Admirar tua inocência.

Nas tuas palavras me embalo

Nelas rodopio feito um carrossel

Envolve-me com véus de filó

E com você nunca me sinto só

Voamos alto até o céu

Feito um anjo lindo

Carregas a pureza de uma criança

Nos seus sonhos infantis

Brinca nos seus jardins

E carrega-me contigo

Em nossos delírios

Criamos um mundo paralelo

Cheio de cores, luzes, sons... muito belo

Onde a tristeza não nos alcança

Nada nos cança.

Fazemos uma aliança

Um pacto profundo

Promessas de um amor

Jurado e sacramentado

Sonho em breve realizado

E pra sempre eternizado!


Josiane Szargiki 07/08/06 23:37h

Era noite, noite fria

Que nada oferecia

Eu, ali parada,

A lua admirava

E nada mais esperava

Apenas sonhava...

E a noite se adentrava.

A minha imaginação voava

E de repente eu era um anjo

De olhar azul profundo

O mais lindo do mundo.

E você um ser da noite

Sedutor, um exímio amante.

Na minha ilusão

Você chegava num rompante

Tomava-me nos braços

E com um leve abraço

Olhava-me nos olhos

Beijava-me a boca

E me tocava toda

Você me seduzia

E me induzia

A fazer loucura

Era uma tortura

Porque eu te sentia

Mas não te via...

E também uma agonia

Porque o sol já surgia

E você como um ser da noite

Já desaparecia!

Mas não me desesperarei

Porque sei que a noite

A lua irá novamente brilhar

E eu, ela, irei contemplar

E por você esperar

Outra vez sentir

Tua boca me beijar

E teus braços me abraçar

E novamente a ti me entregar!


Josiane Szargiki 19/08/06 23:29h



Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Quem sou eu

Minha foto
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca. E se me achar esquisita, respeite também. até eu fui obrigada a me respeitar. Com todo perdão da palavra,eu sou um misterio para mim" Clarice Lispector

Seguidores

BlogBlogs.Com.Br